Terra Vermelha

Bom dia!

(Fonte: Uol)

A história não é nova, mas talvez seja um momento bastante oportuno de revisitá-la. Hoje resolvi assistir um filme que trata de uma realidade pouco conhecida do grande público mas que tem ganhado espaço nos últimos dias (ainda que pouco). “Terra Vermelha”, retrata uma disputa de terra entre os índios Guarani-Kaiowás e um fazendeiro no Mato Grosso do Sul. Lançado em 2008, o filme do ítalo-chileno  Marco Bechis, traz a história de um povo que vive na região da tríplice fronteira entre Paraguai, Brasil e Argentina e que está entre os mais ameaçados do mundo.

Só para termos uma ideia da situação, segundo a reportagem feita por Bob Fernandes e veiculada na TV Gazeta (Veja aqui) e segundo dados do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), o índice de assassinatos na Reserva de Dourados, onde vivem boa parte dos índios é de 145 para cada 100 mil habitantes. Muito superior aos 93 assassinatos para cada 100 mil habitantes registrados no Iraque.

O filme conta com Matheus Nachtergaele no elenco e Leonardo Medeiros no papel de fazendeiro e, ainda, conta com índios da própria etnia guarani interpretando a si mesmos o que traz à história uma mistura de visões internas e externas à problemática proposta. Ao abordar a questão dos conflitos de terra o filme também trata de outras questões relacionadas aos indígenas brasileiros como a questão do alcoolismo e da violência nas reservas, e o preconceito com que muitas vezes são vistos pela população de fora das aldeias.

Vencedor do “Prêmio Especial do Júri” no festival Globo de Ouro italiano e indicado ao Leão de Ouro no Festival de Veneza em 2008. (Fonte: RUA).

Filme: “Terra Vermelha” (Original: “La Terra Degli Uomini Rossi”; Inglês: “Birdwatcher”)

Direção: Marco Bechis

Roteiro: Marco Bechis, Luiz Bolognesi e Lara Frender (colaboradora)

(Fonte: IMDB)

Abraços!