Detentos da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná plantam mudas de pinheiro Araucária e conseguem redução na pena

Olá pessoal!

Primeiramente, queremos desejar uma boa semana a todos, com muita produtividade e harmonia!

Fiquei muito pensativa com essa notícia que recebi da Pontuale Comunicação e Marketing. Apesar do sistema penitenciário no Brasil ser muito complexo, essa é mais uma prova de que parceria entre a iniciativa privada e o setor público pode resultar em ações muito positivas para toda a sociedade. A empresa Risotolândia Refeições Coletivas, em parceria com a Secretaria de Justiça do Paraná, estão promovendo uma ação de responsabilidade social através do projeto Gralha Azul, que visa unir ações para a conservação do meio ambiente e a ressocialização de detentos da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná. Muito, muito interessante….

Atividades acontecem através do projeto Gralha Azul, que foi implantado em 2005 pela Risotolândia Refeições Coletivas em parceria com a a Secretaria de Justiça do Paraná

Plantar 15 milhões de mudas de Araucária em um período de 10 anos. Este é o objetivo do projeto Gralha Azul, idealizado em 2005 através de uma parceria entre a Risotolândia Refeições Coletivas e a Secretaria de Justiça e Cidadania do Paraná.

Além de contribuir com a preservação do meio ambiente, o projeto tem como objetivo a ressocialização de detentos da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná – localizada no município de Piraquara – na sociedade por meio do trabalho. A cada três dias de atividades, um dia da pena é reduzido. Segundo a Risotolândia, que tem sede em Araucária (PR), todas as mudas do Pinheiro Araucária, um dos símbolos do Paraná, são doadas por órgãos públicos, entidades filantrópicas e também pela própria comunidade.
“A preocupação com a cidadania e a natureza sempre foram constantes na nossa empresa. Acreditamos que para bem atender os clientes é preciso muito mais do que refeições de qualidade e com garantia de segurança. Nós também precisamos nos preocupar com a qualidade de vida da sociedade e das futuras gerações”, comenta o diretor superintendente da empresa, Carlos Humberto de Souza.

Faltando apenas três anos para a conclusão desta fase do projeto, a Risotolandia divulgou que até o momento já foram plantadas aproximadamente 800 mil mudas.

Curiosidades sobre o Projeto Gralha Azul

O nome do projeto faz alusão à ave que assim como o Pinheiro Araucária também é um ícone do Paraná, a Gralha Azul. Diz a lenda que “a gralha-azul é um pássaro precavido. Em tempos de abundância de pinhões, ela enterra alguns deles para que na época de escassez de alimento tenha o que comer. Dizem, no entanto, que ela às vezes esquece os lugares que usou para armazená-los e, assim, nascem novos pinheiros. Por esse motivo não devemos matá-la ou aprisioná-la, pois ela é importante na recomposição das florestas destruídas”. Nos campos de vegetação rasteira formam-se galpões de pinheiros graças à Gralha Azul, que gosta de enterrar os pinhões em lugares úmidos. Ela é capaz de plantar até três mil pinheiros por hectare.