Fiquei emocionada com a história do Leão Juba… que bom que ele conseguiu ajuda

Olá pessoal,

 

Ações como essa da Tetra Pak em parceria com a Mata Ciliar são exemplos de que iniciativa privada e organizações não governamentais podem fazer muita coisa boa juntas. Fico feliz que o Leão Juba esteja sendo bem amparado agora e que tenha a oportunidade de uma vida mais agradável e feliz.

 

Image

 

Tetra Pak apoia transferência do leão Juba para santuário ecológico

Associação Mata Ciliar foi escolhida como o novo lar do felino pois oferece atendimento veterinário e espaço necessário

Comprometida com a preservação do meio ambiente e da biodiverdidade, a Tetra Pak apoiou o transporte do leão Juba do Ceará para sua nova casa, construída em um santuário ecológico, na Associação Mata Ciliar, em Jundiaí, São Paulo. Para garantir uma transferência segura, a empresa providenciou uma caixa de transporte especial, fabricada especialmente para o translado de grandes felinos.

De acordo com Fernando von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak, a caixa de transporte com 2,20 metros de comprimento e 1,30 metro de altura foi feito de matéria-prima proveniente de embalagens longa-vida recicladas. “O material composto de plástico e alumínio proporciona maior conforto acústico e térmico para o animal, o que auxiliou para que a viagem de avião fosse tranquila”, completa Fernando.

 

Image

O felino de 18 anos possui uma história de maus tratos. Quando mais jovem o animal morava em um zoológico particular e de situação irregular no Rio de Janeiro (RJ), que foi desativado pelo Ibama, em 2001. Depois disso, Juba foi transferido para outro zoológico, desta vez em Fortaleza (CE), e novamente sofreu maus tratos até o dia em que o local foi fechado devido às irregularidades. Desde 2006, Juba vivia no Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do Ibama, no Ceará, aguardando transferência para um ambiente mais adequado. Agora, na Associação Mata Ciliar (www.mataciliar.org.br) , o leão conta com atendimento especializado de veterinários para o tratamento de uma doença de pele e seu novo recinto oferece muito espaço e tranquilidade. Ele está recebendo sete quilos de ração diariamente, o dobro do que recebia anteriormente, para aumentar a resistência e suportar o tratamento o qual será submetido em breve.